As Últimas da FVee Brazil

Notícias, destaques e os fatos mais recentes da Formula Vee Brazil.

Emerson Fittipaldi mostra como foi o seu primeiro e acidentado treino na Fórmula Vee

Emerson Fittipaldi mostra como foi o seu primeiro e acidentado treino na Fórmula Vee

O garoto que viria a ser tornar um dos maiores nomes do automobilismo mundial
decolou na Curva 3 de Interlagos e parou num barranco: “Descobri o limite”, disse.

Por Fernando Santos

 

Emerson Fittipaldi aproveitou o último final de semana para revirar o seu baú de fotos antigas. E encontrou uma raridade: as imagens do seu acidente logo no primeiro treino com um Fórmula Vee, em 1967, no autódromo de Interlagos.

As fotos deste post foram mostradas por Emerson em seu Instagran @emersonfittipaldioficial, registradas pelo amigo e também piloto Jan Balder. Emmo descreveu assim o acidente:

"Meu primeiro teste de fórmula V com o FITTI V construído por mim e meu irmão Wilson. Curva 3 fora do limite fiquei de lado, e decolei, ainda bem que não tinha guardrail ou muro aterrizei no mato. Eu e Wilson olhando o estrago. Veja as próximas fotos voltei com carro andando até os box. Aprendi, descobri o limite. Fotos do meu grande amigo Jan Balder. 1967"

Na época, Emerson tinha 20 anos. Ele havia sido campeão brasileiro de kart e começava a despontar no automobilismo. Isso, logo após uma rápida passagem pelo motociclismo, prontamente interrompida pela mãe, que conhecia muito bem o perigo (o pai, o Barão Wilson Fittipaldi, chegou a ficar seis meses internado após sofrer fratura no crânio num acidente de moto).

Emerson começou competindo em provas de turismo, com o Fitti-Porsche construído por seu irmão, Wilson Fittipaldi Júnior. Corria de tudo o que fosse possível, como Karmann-Guia, Willys, DKW-GT e com o famoso Fusca de dois motores também idealizado por Wilsinho ao lado do projetista Ricardo Divila.

A Fórmula Vee, que começava a despontar em todo o mundo, era o próximo passo. Wilsinho já era bem entendido no assunto de fabricar carros de corrida. Ele também competia com sucesso em provas de turismo e construiu ainda o Mini Kart. O irmão mais velho de Emerson então trouxe da Alemanha o projeto original da VW para fabricar o Fitti-Vê, que se transformou no carro de maior sucesso da categoria na sua primeira fase no Brasil.

Após o acidente de 1967 em Interlagos, Emerson Fittipaldi começou definitivamente a fazer história. Neste mesmo ano, o primeiro da FVee no Brasil, ele conquistou o título brasileiro. Venceu cinco das 10 corridas realizadas, no Rio de janeiro e em São Paulo. Incluindo as vitórias nas duas primeiras corridas da temporada, no antigo autódromo do Rio. Seu pior resultado naquele ano foi um terceiro lugar.

 

O carro acidentado de Emerson Fittipaldi (crédito: Instagran oficial de Emerson Fitipaldi/fotos de Jan Balder-1967).

 

O domínio foi ainda maior na pontuação em cada etapa, que teve de duas a três baterias: Emerson venceu três das quatro etapas do Brasileiro de 1967. Os dados são do portal www.lorenagt.com, que reúne o maior acervo histórico do princípio da FVee no Brasil.

A partir do sucesso na temporada inaugural da FVee, Emerson partiu para a Europa, onde correu na F3, F2 até chegar à F1. Em 1968, ele ainda voltou para disputar duas etapas do Brasileiro de FVee, sem nenhuma vitória, terminando em 7º lugar na classificação geral.

O que se passou na Europa e, anos depois, nos EUA, faz parte da história dos grandes campeões do automobilismo.

 

 

 

 

Emerson Fittipaldi conseguiu ainda pilotar o carro de volta aos boxes após o acidente em Interlagos.
Crédito: Instagran oficial de Emerson Fitipaldi/fotos de Jan Balder-1967.

 

 

 

 


Outras Notícias

© 2016-2020 FVee Brazil. Todos os direitos reservados. Designed by GroovePix.